META-COACHING EXECUTIVO

Instituto Prosperar Brasil

Bem-vindo a sua melhor versão de si mesmo!

Fazer sessões de meta-coaching 

poderá transformar sua vida e seus resultados!

por Gand Mansur

 

"Nos mais diversos estados em que fiz atendimentos presenciais, vários clientes já me perguntaram como é que esse modelo de coaching que utilizo entrega resultados tão rápidos, ajudando as pessoas a pensarem com profundidade e clareza, a se desbloquearem, a entrarem em ação promovendo mudanças importantes, saudáveis e planejadas e a alcançarem o bem-estar."

Olá,

Seja bem-vindo a esse texto sobre adquirir capacidade para refletir profundamente a fim de agir com coerência e coragem para realizar mudanças profissionais e pessoais que conduzam a superação, a um alto nível de desempenho e bem-estar e a paz interior, através do auto-conhecimento e da ação bem pensada e bem executada.

Se você está em busca de novos resultados que irão proporcionar mais qualidade, desempenho, bem-estar, paz e satisfação em sua vida pessoal e profissional ou ainda em sua empresa, está lendo o texto certo!

Aqui é o Gand Mansur. Sou o fundador do Instituto Prosperar Brasil, há dez anos atuo como consultor sênior, treinador, mentor e há cinco anos como meta-coachNeste artigo, pretendo te contar um pouco sobre o que é o meta-coaching, o que ele já fez por mim, por alguns dos meus clientes (depoimentos) e o que pode fazer por você.

Deixe-me explicar que não sou um novato e não estou experimentando algo novo. Digamos que já tenho certa "bagagem" e tenho auxiliado empresas e pessoas a iniciarem e atravessarem conscientemente processos de mudança e a alcançarem performances elevadas. Faço isso compartilhando a minha "bagagem" acumulada em quase 20 anos de atuação e apoio em área comercial e no desenvolvimento de líderes e outros 10 anos implementando ferramentas de inteligência financeira e RH Estratégico em 11 estados brasileiros, que somam cerca de 12 mil horas de consultoria e mil horas de coaching.

 

Mas nesse momento não quero destacar a consultoria. Fiz esse artigo para explicar que para adicionar velocidade, qualidade e coerência aos processos de mudança que conduzo, associei à minha "bagagem" as ferramentas da neuro-semântica, que regem a poderosa estrutura do meta-coaching.

 

De todos os modelos de coaching que conheço esse é de longe o melhor, mais profundo e eficaz e cada vez mais vem ganhando reconhecimento internacional, tanto que já alcançou 62 países. 

Se você - pessoalmente - ou seus líderes - em sua empresa - tem questões que desejam trabalhar, acredito que fazendo algumas sessões de meta-coaching poderão alcançar importantes benefícios.

O que é Meta-Coaching e como ele pode lhe ajudar a mudar para melhor

O meta-coaching é um modelo de conversa revolucionário que utiliza a tecnologia da neuro-semântica, que visa "jogar luz" na relação mente-corpo do cliente, levando-o a alcançar tal nível de clareza que este torna-se capaz de revisar suas melhores ideias e coloca-las em prática através de decisões bem planejadas e executadas, livrando-se de sensações e estados desconfortáveis que gerem auto-sabotagem e partindo para a ação de forma ecológica e congruente. 

 

Por isso a  conversa de meta-coaching é única!

É uma conversa que faz com que você fique totalmente acordado em si mesmo, percebendo e lidando melhor com a sua própria interpretação da realidade e agindo e reagindo de forma mais eficaz.

Da neurologia para a fisiologia!

Ou, simplesmente, da mente para o músculo!

Reflexão profunda e ações concretas e coerentes!

Já reparou como tantas pessoas tomam decisões ruins, às vezes de forma precipitada e que outras simplesmente nunca decidem?

Você quer colocar suas ideias em prática com mais segurança, maior chance de acerto e até auto-controle, caso algo não saia como planejado?

 

O meta-coaching é o coaching do futuro que já está disponível no presente!

Ele é sobre o seu jogo interno, sobre como você processa semanticamente as informações na sua neurologia através dos seus pensamentos e sentimentos e como você responde para o mundo exterior, através do modo como fala e age, ou seja, de como expressa suas decisões, ações e reações. 

 

O meta-coaching é uma forma bem mais elaborada de se fazer o coaching que o ajuda a preencher a lacuna saber-fazer, evitando a procrastinação e trazendo de volta o senso de que você é o arquiteto do seu futuro.

 

Foi criado pelo pai da Neuro-semântica e meu mentor no assunto, o psicólogo e PHD em Terapia Cognitivo Comportamental, Michael Hall com quem já estive por diversas vezes em seminários de nível internacional.

As sessões de meta-coaching conduzem o cliente a uma reflexão profunda através da matriz da sua mente, levando-o a uma jornada interna transformadora. É um tipo de conversa bem diferente de uma conversa de aconselhamento, terapia, ou mesmo das sessões de coaching tradicional.

O meta-coaching oferece uma abordagem profunda que envolve muitas questões pessoais e profissionais, alcançando a verdadeira essência das coisas presentes na mente em um nível bem profundo de significados, que o cliente raramente alcançaria sozinho.

O meta-coaching é melhor e mais profundo do que o coaching tradicional porque se utiliza de inúmeros conceitos e ferramentas inovadoras da neuro-semântica, uma ciência que estuda o comportamento humano e a origem da alta performance e do alto bem estar, através de um elaborado método capaz de enxergar claramente a relação neurologia - fisiologia ou, simplesmente, a relação mente - músculo.

 

O meta-coaching é obrigatoriamente praticado por profissionais plenamente certificados pela Associação Internacional de Neuro-semântica - ISNS, umas das associações mais rigorosas do mundo para formar e certificar coaches, o que faz com que o meta-coach (profissional que conduz as sessões) esteja qualificado para compreender a matriz da mente, os eixos da mudança, a identificar e induzir meta-estados, além de toda uma gama de ferramentas da PNL, ajudando o seu cliente a explorar seus próprios significados, intenções e crenças, conduzindo-o em segurança para uma viagem interna que o fará ter clareza sobre o seu real estado atual para que possa ser projetado um bom e alcançável estado desejado.

Quando pratico o meta-coaching com foco executivo, acrescento a experiência no apoio e desenvolvimento a milhares de líderes e dezenas de empresas ao longo de 10 anos em 11 estados brasileiros para oferecer sessões transformadoras. Por diversas vezes, mesmo as sessões de meta-coaching executivo se encaminham naturalmente para o coaching de vida ou life coaching.

 

Já presenciei transformações incríveis de líderes, empresários, gerentes, supervisores, pais, mães, esposas, maridos, etc... Através das técnicas da neuro-semântica, que é uma ciência (pois há métodos comprováveis e mensuráveis) baseada em princípios da Psicologia Positiva, PNL (Programação Neurolinguística) e TCC (Terapia Cognitivo Comportamental) e voltada para a alta performance humana, que disponibiliza ferramentas para que a matriz de significados do cliente seja profundamente acessada, explorada e renovada com elevado respeito e cuidado. 

 

Muitos líderes que treinaram comigo obtiveram melhorias bem significativas com os treinamentos, mas é fato que vários deles fizeram as grandes mudanças, aquelas que realmente fazem a grande diferença, durante as nossas sessões de meta-coaching executivo, porque conseguiram identificar e desfazer bloqueios específicos, ressignificando crenças que, uma vez ressignificadas, alteraram de imediato a sua neuro-fisiologia [respostas mente-músculo].

A ideia fundamental do meta-coaching é que todas as pessoas mentalmente sãs têm os recursos necessários para alcançar a alta performance e o alto bem-estar.

Outra ideia fundamental é que a qualidade do seu desempenho atual é igual a soma do seu potencial subtraído das suas interferências internas.

Sendo assim, existem apenas duas maneiras de você aumentar o seu próprio bem-estar e desempenho: ou aumentando o seu nível de competências ou diminuindo as suas interferências internas – a auto-sabotagem.

 

Medos, raiva, inseguranças para tomar decisões ou se posicionar, falta de foco, dúvidas, julgamentos, excesso de otimismo ou pessimismo, terribilização ou simplificação e uma vasta variedade de distorções, meta programas ou crenças limitantes são algumas das interferências internas capazes de reduzir muito o seu desempenho e o seu bem-estar. 

 

Provavelmente você já sabe que enquanto executivo ou empresário, não basta que você tenha um ótimo entendimento da parte externa do seu negócio. É importante que compreenda e gerencie o que acontece dentro de você, ou seja, como você processa seus significados, suas intenções e suas crenças e como está agindo ou reagindo no mundo exterior. E para olhar para dentro e fazer os ajustes necessários e precisos você pode contar com o meta-coaching.

A edição de abril de 2008 da revista VOCÊ S/A trouxe a matéria "código do consumidor de coaching", diferenciando as boas atuações e metodologias nessa área, das atuações equivocadas. 

Tive a alegria de ver publicado o depoimento de um de meus clientes, exemplificando os resultados das sessões de coaching, quando bem aplicadas.

Depoimento de Roberto Martins - Diretor de Operações da Arcon - Rio de Janeiro - Publicado pela Revista VOCE S/A

"Através da consultoria e das sessões de coaching com Gand Mansur, do Instituto Prosperar Brasil, consegui identificar, por exemplo, quais são os meus perfis empreendedores, meus estilos de liderança e o que faltava para que eu fosse um gestor completo."

Meta-Coaching na matriz da mente!

Explorando, limpando e atualizando a matriz da sua mente para uma vida muito melhor!

Pensar é um hábito permanente e muitas vezes involuntário e inconsciente. Acontece que tudo o que escolhemos fazer no mundo parte dos nossos pensamentos e sentimentos.

Estudos indicam que um ser humano tem em média 60 mil pensamentos por dia. Eles podem ser conscientes ou inconscientes, lineares ou em camadas. Tudo o que fazemos quando temos uma mente sã é fruto de como pensamos e sentimos.

Através das sessões de meta-coaching você poderá organizar suas ideias sobre você mesmo, sobre a sua identidade, sobre seus relacionamentos, sobre seu nível de autoconfiança, sobre suas inseguranças ou excesso de otimismo / pessimismo em relação ao futuro, a sua impaciência no presente ou a um estado de estar sentindo-se preso a acontecimentos do passado.

Você poderá identificar e ressignificar seu conceito de mundo, de relacionamentos, de self, sua relação com o tempo, com o poder... Na verdade, você poderá entrar na sua matriz e examinar e ressignificar o que for necessário, ajustando assim a sua neurologia e criando uma nova resposta mente-músculo muito mais saudável, eficiente e prazerosa, que vai fazer com que você performe melhor, se sinta mais congruente, determinado e seguro.

 

Quando ressignificamos algo profundamente, muitas vezes em nosso conceito "físico" de mundo exterior nada realmente muda "lá fora" (seja um casamento, uma profissão, uma atividade, uma moradia), mas nossos estados em relação aquele assunto mudam para muito melhor e isso nos faz bem, pois modifica nossos comportamentos simplesmente porque ressignificamos algo e fizemos isso explorando a nossa matriz de significados através da condução segura de um meta-coach.

 

Outras vezes, mudanças no mundo exterior tornam-se realmente necessárias e o meta-coach dará suporte, oferecendo conversas de clareza ou estratégia para a elaboração de uma meta ou um plano de ação e fazendo testes de ecologia, níveis de sacrifício x ecologia e opções alternativas, antes de você entrar definitivamente em ação.

 

A Matriz da Mente - a chave do auto-conhecimento!

 

Como meta-coach, levo meu cliente para dentro da sua mente, mais e mais fundo na sua matriz de significados, através de meta-perguntas bem aterradas, uma técnica exclusiva da neuro-semântica.

Uma vez que você esteja investigando sua própria matriz e se aprofundando nela, suas respostas permitem compreender de que parte da matriz da sua mente as respostas estão vindo (e de onde não estão vindo) e dessa forma será possível lhe guiar nessa exploração, conduzindo-lhe aos chamados pontos cegos da mente, ao lhe estimular a pensar sobre o que habitualmente você não pensa, gerando mais sinapses em áreas cerebrais pouco exploradas para aquele determinado assunto, criando assim novos caminhos neuronais.

Isso significa expandir seu poder de percepção e interpretação da realidade, o que faz com que suas ações e reações mudem, melhorem, evoluam.

 

Esse tipo de conversa tem um enorme poder de transformação, pois, propositalmente, há o mínimo de interferência do meta-coach, a fim de que você possa realmente explorar que tipos de crenças, significados e intenções foram instaladas na matriz da sua mente ao longo dos anos, ainda que inconscientemente.

E, como quem resolve limpar, reorganizar ou atualizar um HD ou um celular, agora você decidirá que crenças irá manter, quais irá substituir e quais irá descartar totalmente. Isso é profundamente transformador. Uma espécie de upgrade mental que eleva instantaneamente sua performance.

 

É muito motivador ver que clientes que antes da sessão ou do programa tinham um "problemão" enorme "olharem" para o tal "problemão" ao final da sessão e afirmarem algo do tipo: "eu achava que isso era um problemão, não via solução, não sabia como lidar e esse negócio me fez tão mal por tanto tempo e era somente isso!? Tá resolvido!!!"

 

Particularmente, gosto de brincar dizendo que em uma boa sessão de meta-coaching o cliente acessa sua mente subconsciente em estado consciente, de olhos abertos, mas refletindo em nível muito profundo.

 

Coaching na Matriz da Mente - mudar para muito melhor com consciência e bem-estar!

Deixe-me explicar essa metáfora da matriz da mente um pouco melhor.

Matriz significa ventre. É onde tudo nasce!

Na matemática e na engenharia usamos dois eixos para representar diversas variáveis e daí temos, por exemplo, a relação Km/h que envolverá uma terceira variável: o tempo.

A grande "sacada" da neuro-semântica foi identificar e lidar com as variáveis da mente humana, as quais chamamos "eixos da mente" e testarmos suas combinações durante as sessões meta-coaching, verificando o que funciona melhor para o cliente a partir das crenças e recursos do próprio cliente, pois não há interferência, conselhos ou julgamentos durante uma sessão de meta-coaching.

Sempre que necessário, levamos o cliente para dentro da sua matriz e verificamos onde e como ele responde e onde não responde de modo funcional, então subimos o quanto for necessário ao nível de crenças, significados e intenções. Quando tudo passa a fazer sentido, descemos lá do alto da matriz até o nível mais baixo e nesse momento o cliente está pronto para "tirar da mente para o músculo", ou seja, para começar a tomar decisões com um nível de clareza e consciência incomuns, pouco habituais para a maioria das pessoas. Tudo isso é feito sem nenhuma interferência e com um profundo respeito ao que se encontra na matriz da mente do cliente, portanto, não há julgamento de qualquer tipo por parte de um meta-coach profissional, exatamente para que não haja qualquer interferência.

Todas as respostas partem do cliente! É tudo sobre o modo de pensar do cliente e como já disse, não há conselhos durante o acesso a matriz.

Por isso mesmo, entrar pela matriz da mente é profundamente libertador!!!

É um processo de se auto "DESIPNOTIZAR", sair do piloto-automático. Novas, incríveis e libertadoras possibilidades surgem quando ficamos 100% acordados. A realidade ganha novos tons e contornos. Grandes e intransponíveis problemas deixam de existir ou passam a ter soluções claras.

Por isso a metáfora "Matriz da Mente

Quando nascemos nossa mente é como um diamante puro, totalmente livre de informações, onde cada face desse diamante exercerá um complexo papel no ato de pensar e sentir, acolhendo inúmeras variáveis.

Para imaginar uma matriz limpa, pense na inocência e ingenuidade de uma criança de 5 anos e, em seguida, na complexidade turbulenta de um adulto de 40 anos. O diamante que era cristalino agora está cheio de informações, modelos, limites, medos, traumas, significados, intenções e crenças diversas.

 

Como essa matriz está operando? Que tipo de respostas mente-músculo ela permite? E quais não permite? Os resultados têm sido bons?

Uma boa referência do cinema é o filme Matrix. Você lembra desse filme?

No filme, as máquinas haviam dominado a humanidade e os seres humanos nasciam, cresciam e morriam dentro de um sistema dominado por elas, mas eles não sabiam disso.

O protagonista Neo é libertado e, quando Morpheus lhe conta a verdade, dá a ele uma escolha oferecendo duas pílulas: uma azul e a outra vermelha.

Neo escolhe se libertar ingerindo a pílula vermelha e conhecendo a verdadeira realidade. Uma vez liberto, um dos passos seguintes é ir para uma espécie de construto, onde ele aprenderá rapidamente novas habilidades. Esse construto é comparável a entrar na Matriz da nossa mente.

Neo tinha opção. Ele poderia ter escolhido a pílula azul e mantido tudo como estava, mantendo-se preso e limitado, mas também falsamente seguro e confortável.

Fazer sessões de meta-coaching significa visitar a sua matriz e permitir libertar-se, como se estivesse escolhendo a pílula vermelha. O meta-coach lhe conduzirá ao seu construto, onde novas crenças saudáveis e empoderadoras poderão ser instaladas.

Na nossa mente, criamos inúmeros significados de inúmeras maneiras e esses significados somados a crenças e intenções, que muitas vezes nem sabemos que temos, fazem com que escolhamos nossas ações no mundo, mas frequentemente não estamos conscientes disso.

Se de forma crônica nossas ações e reações no mundo exterior não vão tão bem, se determinados erros, desconfortos íntimos ou padrões de comportamento indesejados se repetem, esses são indícios de que nossa mente pode estar nos "pregando peças", nos fazendo agir por vezes em espiral, no modo "automático".

 

Do mesmo modo que limpamos o sistema e fazemos upgrade em um computador ou celular que já não funciona bem, podemos visitar a matriz da nossa mente para saber o que foi que deixamos se instalar lá e como isso está interferindo em nosso sistema de interno de pensar e sentir x o sistema externo de falar e agir.

Durante uma sessão, identificado o problema que origina os comportamentos ou sentimentos indesejados, o cliente escolherá substituir, modificar, eliminar ou mesmo manter a crença instalada com a orientação e condução do meta-coach.

Quando um bloqueio ou um comportamento repetitivo é identificado, pensar sobre os significados que atribuímos a algo ou alguém, sobre as crenças a respeito desses significados, pensando seguidamente sobre o porquê dos nossos pensamentos de forma orientada e segura, faz com que acessemos e mergulhemos na Matriz da nossa mente.

Se você pensa sobre um pensamento isso pode ser muito esclarecedor. Se você pensa sobre o pensamento a respeito do pensamento, isso pode ser ainda mais transformador. Durante uma sessão sua mente é conduzida a auto-reflexividade, quando ela começa a refletir sobre si mesma. Quando isso acontece, você cria estados sobre os estados, pensamentos sobre pensamentos, sentimentos sobre sentimentos, pensamentos sobre sentimentos, sentimentos sobre pensamentos, ... Alcançar esse nível de complexidade do seu funcionamento mental-emocional pode ser profundamente transformador e libertador.

Refletir de modo a investigar a matriz da sua mente, que é o ventre de todos os seus pensamentos, onde estão suas crenças, significados e intenções permite ajustar sua neurologia de forma ecológica, como se você pudesse ver que inconscientemente guardou a crença certa no lugar errado, como se estivesse guardando seus sapatos engraxados na geladeira e o queijo light no armário, sem perceber.

Particularmente, adoro esse incrível momento ímpar de tomada de consciência que inicia o processo de mudanças generativas, porque adoro ajudar as pessoas a alcançarem a alta performance e o bem-estar em várias áreas da sua vida!

O fato é que quando você acredita em algo, tem uma crença instalada em seu sistema nervoso. Em algum momento essa crença orientará seus pensamentos e escolhas, que influenciarão seus sentimentos e isso se refletirá quase instantaneamente no seu modo de falar e agir.

O mundo ao nosso redor nos interpreta através das nossas ações, ou seja, daquilo que escolhemos fazer e falar. Tudo o que falamos e fazemos é parte dos nossos pensamentos e sentimentos. Isso pode ser muito perigoso ou positivo a depender da qualidade dos nossos pensamentos. Poder fazer ajustes internos que possibilitem mudanças externas na direção de se conquistar aquilo que se deseja é muito prazeroso e recompensador.

Veja esse exemplo: se você acredita que uma crítica lhe fere é simplesmente ferido que você se sentirá quando for criticado. Certo, mas como é que você reage quando se sente ferido? Fica agressivo, na defensiva, vitimado, decepcionado, furioso, triste? Esses estados lhe ajudam ou lhe enfraquecem?

E se a mesma crítica lhe empoderasse? E se o seu entendimento fosse outro, de modo que você trocasse o sentido de estar ferido por outro do tipo: "tenho uma oportunidade de melhorar porque alguém que de algum modo se importa comigo me criticou". O que mudaria se você interpretasse a crítica como "alguém se importa comigo" ou quem sabe "alguém se incomoda comigo"?

Então você poderia pensar que é importante ou querido para alguém ou talvez que simplesmente houve um ruído na comunicação. Isso lhe deixaria mais seguro, mais auto confiante, mais sereno?

Em outro exemplo, se você acredita que aprender algo é muito difícil, então, naturalmente, será muito difícil aprender sobre aquele assunto e isso poderá ser muito limitante e desgastante. Nossas crenças e intenções filtram a realidade lá fora e determinam nossas ações.

Mas o que está acima dessas crenças e intenções? O que veio antes delas? E antes do que veio antes, até que achemos a verdadeira origem da crença ou intenção.

Então, quando identificamos a origem de determinadas crenças que nos comandam ou influenciam, muitas vezes nos perguntamos: mas como eu coloquei essa porcaria na minha mente?

Quando isso acontece, imediatamente ressignificamos a crença limitante e todo o sistema se realinha, suas repostas para o mundo instantaneamente tornam-se diferentes e isso pode ser muito libertador.

Você gosta de meditar? Tenho amigos e clientes que tem o hábito de meditar ou refletir e essa é uma prática excelente e muito saudável! Um deles ficou muito surpreso com o resultado de uma de suas sessões e ficou se perguntando como não havia tomado consciência daquela situação específica antes. Eu lhe expliquei que quando tentamos acessar nossa matriz sozinhos, no máximo conseguimos fazer ajustes em níveis lineares e baixos de consciência, pois somos incapazes de identificar nossos próprios "pontos cegos", então, partimos dos pontos de vista que já conhecemos e isso costuma levar a mudanças ou tomadas de consciência boas, mas menos significativas. Um bom exemplo disso é que eu mesmo tenho meu meta-coach, pois assim sou conduzido por áreas da minha mente nas quais eu não conseguiria ir sozinho e assim alcanço níveis de consciência muito legais que me auxiliam nas minhas decisões, por exemplo.

Você pode se esforçar durante meses ou anos para mudar um comportamento. Se a mudança foi superficial, mesmo que você tenha passado muito tempo lutando contra aquele comportamento, provavelmente, em pouco tempo, ele irá voltar, gerando uma espécie de recaída, às vezes cíclica. Conhecemos pessoas assim?

Você pode tentar mudar um significado, mas se não for fundo na sua mente buscando a verdadeira origem em nível neuro-fisiológico, provavelmente você irá relutar. Você também pode tentar mudar crenças, mas raramente conseguirá muda-las a partir delas mesmas, dizendo algo como: “não quero mais pensar assim.”

Contudo, quando você vai fundo na matriz da mente, como se entrasse em um “buraco de minhoca” da mente, examinando, testando a ecologia dos pensamentos e reenquadrando suas percepções, através da condução de um meta-coach, então todo o sistema se reorganiza, algumas crenças deixarão de fazer sentido, novos significados surgirão e, naturalmente, seu comportamento irá se realinhar de forma congruente com as novas e emponderadoras crenças que instalou. Agora você poderá testa-las no mundo, como se estivesse saindo do construto do filme Matrix, e poderá decidir mante-las ou reajusta-las novamente.

Reflita por um instante. Suas representações mentais normalmente trazem: mais medo ou mais segurança? Autoconfiança ou insegurança? Amor próprio incondicional ou auto punição? Generosidade ou indiferença? Sentimento de pertencimento ou exclusão? E seus comportamentos, ações e reações, como estão? Você gosta de como age e reage diante da realidade que percebe?

Seus comportamentos, ou seja, seu modo de falar e agir, estão completamente conectados ao seu modo de pensar e sentir. 

Você fala e age do modo como gostaria ou se arrepende do que disse? Ou do que não disse? Ou de como disse?

"Que suas escolhas reflitam suas

esperanças, não seus medos."

N. Mandela

Depoimento de Simone Madalena Felício - Gestora da By Control - Minas Gerais e Diretora de Marketing da Uniprag - Brasil

"Participei do SEL - Seminário Encontro de Líderes e de sessões de meta-coaching com Gand Mansur e isso foi um divisor de águas na minha atuação profissional.

Consegui melhorar minha performance trazendo à tona alguns bloqueios dos quais eu não tinha ideia do tamanho da interferência na minha forma de liderar. Com base na tomada de consciência, pude agir com mais assertividade e os resultados são visíveis no comportamento da equipe e nos resultados da empresa.

Certamente vou usar sempre este tipo de consultoria, mas o profissional escolhido deve ser muito bem preparado, pois o trabalho desenvolvido nos faz mergulhar profundamente e nos direciona à solução, ao lado positivo e ao bem-estar da conquista, da auto-superação"

Você tem coragem de buscar a melhor versão de si mesmo? Aceita desafios? Está disposto a tomar a pílula vermelha ou prefere manter-se na zona de conforto da pílula azul?

Para examinar a matriz da sua mente, o meta-coach habilitado e certificado em neuro-semântica vai lhe conduzir por ela permitindo que você descubra e, se necessário, ressignifique, o que você pensa sobre:

  • você mesmo: quem é você? Que adjetivos compõe sua personalidade? O que você acredita sobre si mesmo? Quem você não é? Quem gostaria de se tornar?

  • sua autonomia e capacidades: qual seu nível de autonomia, quanta independência você tem? No que você se sente capaz e no que se sente incapaz? Quanto poder você tem? Sobre o que? Em que áreas? Onde se sente desempoderado?

  • seu ser social: o que você pensa a respeito dos outros, como se relaciona, o que acredita que os outros pensam a seu respeito? Os outros são amigáveis e acolhedores ou perigosos e desagregadores?

  • sobre o tempo: como você lida com o tempo em sua neurologia? Falta tempo ou você nem liga para o tempo? Você perde a hora com frequência ou vive estressada para nunca se atrasar?

O tempo é só um conceito importante e nos torna seres temporais. O tempo é uma ilusão. O que existe de fato são eventos e estabelecemos critérios de medição entre os intervalos em que eles acontecem. A Terra dá voltas em torno do Sol e isso acontece repetidamente. Nascemos, crescemos – nosso corpo muda -, envelhecemos e morremos, então faz sentido sermos seres temporais, incluindo essa variável na nossa neurologia. Temos o senso de que estamos aqui e agora e sabemos que não estaremos aqui para sempre. Mas sabemos lidar com essa variável?

  • sobre o mundo:  quem é você no mundo? O que o mundo significa para você? Ele é um lugar hostil ou lindo? Acolhedor ou perigoso? Você se sente em casa ou como se fosse um estrangeiro nesse mundo? Como é o seu mundo? Você tem algum propósito que esteja conectado ao mundo ou ele é indiferente para você?

 

O "pai" da neuro-semântica,  Dr. Michael Hall, Psicólogo, Phd em TCC – Terapia Cognitivo Comportamental é a minha melhor referência nesse universo que tangencia a neurociência e a psicologia positiva e que foca no lado brilhante do ser humano.

Pesquisador com mais de 40 livros publicados em mais de 60 países, digamos que ele mapeou a mente humana, descobriu modelos, padrões e criou uma ciência voltada para a alta performance humana.

Podemos dizer que a neuro-semântica é uma espécie de evolução da PNL e da TCC, cada vez mais validada pelas descobertas da neurociência e embasada pela psicologia positiva.

Michael é o idealizador do modelo meta-coaching, que estou descrevendo aqui, e, junto com mais alguns brasileiros que compõe o seleto time da neuro-semântica no Brasil, tive o privilégio de ser plenamente certificado por ele através da ISNS - International Society of Neuro-semantics.

Michael propõe que antes de passar adiante a técnica o meta-coach aplique em si mesmo.

 

Posso afirmar que minha relação com a neuro-semântica - NS e o meta-coaching é de profunda autotransformação e por isso me senti tão à vontade para introduzir as ferramentas dessa valiosa técnica na prestação de serviços do Instituto Prosperar Brasil e pude comprovar por inúmeras vezes a perplexidade de diversos clientes, alguns já experienciando longos anos de terapia, diante da qualidade e da velocidade das mudanças que experimentaram comigo em sessões de meta-coaching.

Posso contar um pouco sobre a minha relação pessoal com a neuro-semântica e como praticar seus ensinamentos me ajudou a mudar para melhor.

Gand Mansur e Michael Hall

O meta-coaching conduz ao bem-estar!

Já pensou em gerenciar seus estados?

Acessando Meta-estados

 

Antes de terminar, eu gostaria de mencionar mais um importante benefício do meta-coaching: o gerenciamento dos meta-estados.

Saiba que tudo o que foi bem feito foi feito em um bom estado.

Já pensou nisso? Ninguém faz bem feito quando está deprimido, inseguro, constrangido, etc...

Imagine-se alcançando estados poderosos, como um estado de fluxo, de plena presença, onde você tem foco no presente, no agora e a sua consciência fica ampliada. Quanto isso pode auxiliar nos seus resultados, nos seus relacionamentos e no seu poder de concentração?

Durante sessões de meta-coaching você acessa vários metas-estados muito poderosos. Como o nome diz, meta-estados são estados sobrepostos. O papel do meta-coach é facilitar as trocas de estados, identificando estados desempoderadores e apoiando a criação e a manutenção de novos estados saudáveis e úteis através de âncoras que poderão ser utilizadas pelo cliente após as sessões.

Dessa forma, participando se sessões de meta-coaching você aprenderá a ficar atento não só aos seus pensamentos, mas também a qualidade dos seus estados, podendo refletir e ajusta-los, quando necessário e isso lhe permitirá fazer grandes mudanças, ajustar reações, sentir e promover bem-estar, aceitar e superar desafios e, por fim, ser hoje melhor do que ontem, certo de que amanhã será ainda melhor.

Por fim, quero dizer que eu não escolhi o nome prosperar por acaso. No meu entender Prosperar significa caminhar em direção às próprias esperanças, equilibrando o ser, o crer, o ter e o fazer. Quando se é próspero nesses quatro aspectos, se é verdadeiramente feliz.

Desejo que essa leitura tenha sido útil para você e que novas possibilidades tenham surgido em sua mente.

Me sinto realizado ajudando pessoas a encontrarem suas melhores versões de si mesmos, a fazerem mudanças importantes, a traçarem e realizarem planos que as realizem ou a se sentirem mais felizes, competentes, equilibradas e empoderadas, seja através do life meta-coaching (de vida), seja através do meta-coaching executivo.

Se essas coisas fazem sentido para você, sugiro que preencha o formulário abaixo e responda ao questionário de coacheabilidade, que demonstrará se você tem perfil para receber coaching e, caso deseje, norteará nossa primeira conversa.

Será um prazer fazer suas sessões ou indicar um de nossos meta-coaches.

Gand Mansur

Fundador do IPB-Instituto Prosperar Brasil

Especialista no gerenciamento da mudança

Consultor Sênior * Mentor * Treinador * Meta-coach

Criador do modelo de gestão de vendas MANVR e

do conceito e mapeamento de Perfis Empreendedores

mate-coaching e bem estar
Gand Mansur Instituto Prosperar Brasil

Nas sessões de meta-coaching é fundamental que o cliente coloque o coração sobre a mesa e abra o jogo.

Bem, vou fazer isso aqui, contando coisas bem pessoais e como superei uma fase bem difícil.

Em certa época da minha vida eu estava em busca de algo que me ajudasse comigo mesmo, diante das dificuldades pelas quais vinha passando.

Eu me sentia bem insatisfeito, desempoderado, estava tomando ansiolíticos e já estava deprimido, mas não sabia.

Logo que conheci os princípios da neuro-semântica - NS, me identifiquei muito com o modelo científico da técnica e com o próprio Michael, porque também sou um modelador. Ser um modelador significa ter facilidade em enxergar as diversas variáveis que se combinam e recombinam no cotidiano da vida das pessoas, nas suas atitudes e, também no cotidiano das empresas e em saber ajusta-las para recriar resultados.

 

Na época em que conheci a NS já atuava como consultor, treinador, mentor e coach, então, tive muitos motivos para incorporar suas ferramentas ao meu modelo de trabalho.

 

Então, deixe-me contar um pouco sobre como ela funcionou e ainda funciona para mim mesmo.

 

Quando conheci a NS eu estava mental e financeiramente "quebrado".

Havia me dado conta de que não estava bem e já vinha tentando buscar auxílio através dos métodos tradicionais, havia iniciado uma terapia, mudei de terapeuta, mas aquilo não estava funcionando muito bem para mim.

Eu havia saído de um longo e conturbado relacionamento, que durou mais de uma década, estava envolto a ações na justiça com minha ex companheira e finalmente estava assumido a guarda das minhas filhas. Esse processo de desmantelamento familiar me fez sofrer muito e fez com que EU me levasse à depressão, na época.

Eu escolhi deixar um ótimo cargo executivo em um dos maiores grupos de comunicação da América Latina, onde atuei por 11 anos, quando fui responsável pela maior operação comercial do Rio de Janeiro, com uma equipe de alto nível que performava muito bem e parti atrás do sonho de ter mais tempo com as minhas filhas, atuando no meu negócio próprio, que precisava ser congruente com o meu perfil e propósito.

Foi então que fundei o Instituto Prosperar Brasil - IPB. Contudo, no início os meus negócios não iam financeiramente muito bem.

Embora, no universo do treinamento e desenvolvimento eu já estivesse performando muito bem para um novato, conduzindo seminários para líderes que muitas vezes lotavam, obtendo performances expressivas em palestras ao lado de personalidades de expressão como Marco Aurélio Vianna (eleito o melhor palestrante do Brasil em 2008 pela revista Você S/A) ou o Bernardinho (técnico da seleção brasileira de volei), tendo como público centenas ou mesmo milhares de pessoas a cada palestra e, por fim, tendo o depoimento de um cliente publicado em uma revista respeitada e de grande circulação, a Você S/A, mesmo com tudo isso, eu não estava bem comigo mesmo! Por diversos momentos me sentia triste e desempoderado.

Na época eu não tinha a clareza necessária, meus treinamentos enchiam, eu era bem avaliado pelo público, mas as contas não fechavam. Na prática, eu estava realmente deprimido, raciocinando e agindo mal, me atolando em dívidas, quebrando financeiramente e tendo que cuidar de duas lindas meninas que dependiam totalmente de mim.

Acredite, foram tempos bem difíceis...

Para que você entenda como a NS me atraiu de imediato, preciso explicar que eu havia começado a estudar PNL - Programação Neuro-Linguística muito antes, em 1998, com um competente consultor internacional, chamado Bill Samburgo.

Como disse, tenho facilidade em identificar e ajustar variáveis e eu já havia feito alguns ajustes no meus meta-programas, no meu próprio estilo de liderança e já refletia muito sobre meus pensamentos e sobre a raiz das minhas escolhas.

Naquela época, a maioria das pessoas que conhecia PNL achava engraçado quando eu dizia que estava ajustando meus meta-programas (simplificando, algo como regras de pensamento anteriores aos pensamentos), até que uma querida amiga me disse com total naturalidade que eu deveria conhecer uma tal de neuro-semântica, pois lá, não só se falava com naturalidade em alterar meta-programas, como iam além disso: gerenciavam meta-estados!

- Uau, o que é isso? Alguém mais pensa fora da caixa como eu e já foram além. Preciso saber o que é isso, pensei...

Em 2008, pico da minha crise pessoal, tive meu primeiro contato a NS no Brasil. Logo ingressei em um pequeno grupo de estudo que apelidei de PENSA – Penta Neuro-Semânticos Amigos, pois éramos cinco pessoas estudando PNL-NS.

 

Não demorou muito, logo as primeiras transformações começaram em mim. Fiz algumas sessões de meta-coaching com meu querido amigo Paulo Brindeiro e em pouco tempo identifiquei e deixei para trás um estado depressivo ressignificando crenças e intenções, parei de tomar ansiolíticos, passei a me compreender melhor e a me respeitar. Estava aplicando os aprendizados obtidos com as sessões de meta-coaching de forma visceral, da mente para o músculo!

Finalmente, estive com o Michael Hall pessoalmente, pela primeira vez, em 2011, mesmo ano em que minha empresa de treinamento e consultoria alcançou 9 estados brasileiros. No ano seguinte o IPB alcançou 11 estados e cheguei a voar mais de 100 trechos nesse ano, sem precisar abrir mão de ficar com minha filhas.

No que diz respeito a neuro-semântica, desde então, participei de 7 seminários de nível internacional com o Michael, conheci neuro-semânticos de 18 países, ao todo, me tornei avaliador de treinadores de neuro-semântica e de meta-coaches e hoje, além de dirigir o Instituto Prosperar Brasil, atuo como diretor financeiro da ISNS Brasil e faço parte da ISNS - International Society of Neuro-Semantics, uma comunidade internacional presente em mais de 60 países. 

Contei minha história pessoal com a neuro-semântica na intenção de que compreenda por que me sinto tão seguro ao afirmar que o meta-coaching vai muito além do coaching tradicional e que o tipo de conversa traçada nas sessões é muito diferente do aconselhamento e da terapia e pode promover grandes resultados em pouco tempo. 

Entre as principais diferenças estão o não julgamento, a não interferência na matriz do cliente, saber separar bem as conversas de coaching de conversas de treinamento e mentoring (às vezes muito úteis, porém poluem a sessão quando mal empregadas) e principalmente, antes de propor a entrega de resultados baseados em como fazer, o meta-coaching “aterra”a mudança internamente, em nível neuro-fisiológico, conduzindo o cliente para dentro de sua própria matriz, tornando a mudança generativa.

Diferente dos demais modelos de coaching que são "para fora", o meta-coaching é primeiro "para dentro", devido as meta-perguntas, ao modelo matriz, aos eixos da mudança e a uma enorme variedade de técnicas exclusivas da neuro-semântica que permitem uma profunda e ordenada investigação do modelo mental do cliente e por isso oferece um potencial de conscientização e uma capacidade de sustentar mudanças que levam a verdadeira libertação.

A partir do ajuste da Matriz, ele é totalmente para fora, auxiliando as pessoas a performarem melhor no mundo, sentindo-se bem mais congruentes, felizes e realizadas ao tirarem de mente para o músculo suas melhores escolhas e decisões.

Seja visando o coaching executivo ou o coaching de vida, participar de sessões de meta-coaching permite alcançar o auto empoderamento de forma eficaz, eficiente e efetiva atingindo níveis elevados de performance e bem-estar. 

Na minha linha de trabalho, especificamente sobre o coaching executivo, somo a neuro-semântica e ao meta-coaching cerca de doze mil horas atuando como consultor e treinador de líderes em diversos estados brasileiros, pois sou o idealizador do SEL – Seminário Encontro de Lideres.

Como modelador, criei dois mapas de perfil exclusivos para líderes e adaptei um terceiro, que já foram aplicados mais de 2 mil vezes e, através de repetições sistêmicas, permitiram mensurar com precisão a transformação saudável e desejada do comportamento de líderes que passaram por processos de treinamento e meta-coaching.

Depoimento Carlos Watanabe - Presidente da APRAG - São Paulo Diretor da Termitek SP

 

"O Mansur está trabalhando numa coisa difícil, que é a cabeça do ser humano. 
Este trabalho, relacionado aos perfis do líder e ao modo de gerir o setor comercial, está trazendo uma luz nova pra gente, através de resultados factíveis e mensuráveis.
"

Você está pronto para tomar uma decisão 

sobre alcançar a melhor versão de si mesmo?

O Instituto Prosperar Brasil disponibiliza sessões de meta-coaching presenciais e via web.

Se você deseja melhorar sua performance, seu bem-estar, revisitar seus significados, crenças e intenções para melhorar seus relacionamentos pessoais ou profissionais, tomar decisões melhores, elaborar planos ou coloca-los em prática, sentindo-se mais congruente, feliz e empoderado, considere a possibilidade de fazer sessões de meta-coaching executivo ou de vida.