fundo_topo_blog.png
seta.png
quadrados.png
logo_blogand.png
quadrados.png
seta.png
  • Gand Mansur

Elogios e repreensões devem gerar motivação

Atualizado: 20 de out. de 2020

Atuar coletivamente em prol de objetivos comuns é um desafio.


Fazer com que um grupo se mantenha unido, trocando aprendizados e sendo cada vez mais cooperativo e produtivo é um desafio ainda maior, o que pode ser comprovado em uma família, nas salas de aula e principalmente nas empresas.


Muitas pessoas já sabem que a produtividade de uma equipe está diretamente relacionada ao nível de bem-estar que cada membro da equipe sente ao operar em conjunto. Também importa muito a clareza de propósito a respeito do que estão fazendo. Em resumo, o time deve que gostar de atuar junto e saber por que deve se dedicar ao máximo ao que faz.


Parece que muita gente ainda não entendeu que a qualidade da comunicação é determinante para que as pessoas tenham vontade de atuar juntas e assim consigam usar a força da coletividade.

Gostar do que faz e de com quem faz é a melhor forma de fazer a produtividade subir de forma natural e constante.


A comunicação fluída e clara cria um habitat que estimula o comprometimento e promove a elevação das competências.

Fazer algo muito bem feito envolve uma combinação de estado emocional adequado com uma excelente compreensão a respeito da importância do que está sendo feito. Havendo um bom estado emocional e clareza de propósito é natural que o time se comprometa com metas ousadas e sinta prazer em superá-las.

Contudo, o inverso também é verdadeiro: quanto pior for a comunicação e a falta de propósito, piores serão os resultados e mais pressão precisará ser adicionada para que as coisas aconteçam. Dessa forma o ambiente vai ficando cada vez mais tóxico e viciado, fazendo com que os resultados sejam medíocres como consequência do medo da dor (punição ou perda de emprego), em vez dos resultados extraordinários, que são fruto da busca pelo prazer.


Deve ser por isso que é comum encontrarmos líderes com ótimas habilidades relacionais por trás de times altamente produtivos.

Habitualmente, os melhores líderes entendem que o equilíbrio entre oferecer clareza sobre o que deve ser feito e despertar empolgação compõe peças importantes do motor da alta produtividade e esse motor funciona em diversos lugares, seja na empresa, na família ou na sala de aula. Portanto, a capacidade de conduzir filhos, alunos ou funcionários a resultados brilhantes passa pela capacidade de darmos e recebermos feedback constante e de qualidade.


Em outras palavras, se queremos formar ou fazer parte times de alto nível, temos que aprender a promover um convívio saudável e produtivo, desenvolvendo a capacidade de elogiar e repreender adequadamente e no tempo certo.


Times de alto nível dão e recebem feedbacks com naturalidade e aprendem a gostar cada vez mais disso.

Mas é isso o que vemos no dia a dia das empresas, das escolas ou das famílias? Como tem sido a sua experiência pessoal?


Minha experiência em consultoria empresarial me permite afirmar que nas pequenas e médias empresas, em geral, o nível de qualidade da comunicação é baixo e isso acarreta fazer esforços enormes para obter resultados pequenos. Costuma haver muito retrabalho e desgaste emocional.


É comum que os colaboradores de uma empresa já convivam com uma comunicação ruidosa em casa ou na universidade. Isso já os desgasta emocionalmente, pois habitualmente lidam com julgamentos equivocados, conversas ofensivas ou ficam sabendo por terceiros que seu nome foi exposto a críticas sem que estivessem presentes.

Como seria fantástico se as empresas fossem um refúgio em termos de comunicação de alta qualidade. Imagine até onde pode ir o nível de produtividade entre pessoas que saibam elogiar ou corrigir atitudes de forma educada e clara.


Se você é membro de um time, procure se comunicar com clareza. Fale de suas expectativas e aproveite as oportunidades para elogiar ou pedir permissão para corrigir algum colega, pois isso fará muito bem a você e aos outros. Dar feedbacks permitirá a você reconhecer e validar a qualidade do trabalho alheio e ainda evitará que carregue incômodos como rancor, raiva ou frustração.

Por sua vez, estar aberto para receber feedbacks poderá servir como uma espécie de bússola que mostrará o melhor caminho para o seu desenvolvimento pessoal, desde que haja elegância e sinceridade na forma de comunicar.


A maior parte dos líderes brasileiros têm dificuldades em elogiar ou repreender seus colaboradores.

Muitos líderes acreditam que elogiar seus funcionários fará com que peçam algo em troca (como aumentos salariais), o que é não é verdade, desde que o elogio seja realmente bem feito.

Na outra ponta muitos empresários associam críticas ou repreensões a situações conflitantes e simplesmente deixam acumular "pilhas de situações desagradáveis" ou inadequadas até que, saturados, decidem demitir o colaborador sem antes tê-lo confrontado, o que provavelmente permitiria uma possibilidade de mudança de comportamento, muitas vezes não tentada.


Você sabe o que é salário moral?

Felizmente, há também os líderes que não se privam de elogiar ou repreender. Normalmente esses líderes possuem maior influência sobre suas equipes.

Uma questão muito importante a ser aprimorada tem a ver com grande parte destes líderes confundirem o indivíduo a ser elogiado ou repreendido com a ação que motivou o feedback.

A todo custo deve-se separar o indivíduo da ação, ou seja, o feedback é sobre o que a pessoa fez e não sobre a pessoa. Quando essa separação não é feita corretamente, os elogios podem gerar um tipo de dependência emocional. Já as repreensões dirigidas a pessoa podem causar um grande estrago na relação, já que colaborador poderá se sentir pessoalmente atingido.


Desenvolver a habilidade de repreender e elogiar é uma necessidade para os líderes.


Quem lidera pessoas precisa oferecer referências corretas, a fim de que o liderado saiba se está ou não no caminho e na velocidade certa. A omissão ou o feedback emocional (com raiva ou sarcasmo) não são uma boa opção.

Sem feedbacks de qualidade qualquer grupo fica disfuncional com o passar do tempo e isso pode ser quando há produtividade baixa e falta de comprometimento. Em outras palavras, custa caro não elogiar e repreender adequadamente.

Até aqui, expliquei a importância de nos comunicarmos com qualidade para tornar mais prazeroso e mais produtivo o convívio coletivo, seja em casa, na empresa ou em qualquer outro lugar em que tenhamos que atuar em equipe.

Se você quer saber mais sobre como elogiar e repreender de forma eficaz, explicarei detalhadamente como dar e receber feedbacks no próximo artigo: Transformando elogios e repreensões em motivação que está disponível através deste link.

Lá vou mostrar algumas técnicas e comentar estratégias para você elogiar e repreender com segurança. Isso poderá fazer toda a diferença nos comportamentos e resultados da sua equipe, família ou seus alunos..


Até breve,

Gand Mansur

Consultor e treinador com 13 mil horas de atendimentos em 11 estados

Fundador da Prosperar Brasil – Gestão de Resultados Empresariais

Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Neuro-Semântica

www.prosperarbrasil.com.br

Idealizador dos métodos:

5A Gestão por Resultados - mentoria online para empresários

ESCON - Escola de Consultores

PRODECON - Consultoria empresarial presencial e online

Siga nas redes sociais:

@gandmansur / @prosperarbrasil



172 visualizações0 comentário